danielkbrown:

Built for an English family living on a large plot of privately owned land, this stunning stone residence takes maximum advantage of the property’s scenic beauty in all directions. Starting with a central point defined by a very traditional two-story farmhouse, the firm of Found Associates expanded in two opposite directions with a single-story, contemporary structure.
Zoom Info
danielkbrown:

Built for an English family living on a large plot of privately owned land, this stunning stone residence takes maximum advantage of the property’s scenic beauty in all directions. Starting with a central point defined by a very traditional two-story farmhouse, the firm of Found Associates expanded in two opposite directions with a single-story, contemporary structure.
Zoom Info
danielkbrown:

Built for an English family living on a large plot of privately owned land, this stunning stone residence takes maximum advantage of the property’s scenic beauty in all directions. Starting with a central point defined by a very traditional two-story farmhouse, the firm of Found Associates expanded in two opposite directions with a single-story, contemporary structure.
Zoom Info
danielkbrown:

Built for an English family living on a large plot of privately owned land, this stunning stone residence takes maximum advantage of the property’s scenic beauty in all directions. Starting with a central point defined by a very traditional two-story farmhouse, the firm of Found Associates expanded in two opposite directions with a single-story, contemporary structure.
Zoom Info

danielkbrown:

Built for an English family living on a large plot of privately owned land, this stunning stone residence takes maximum advantage of the property’s scenic beauty in all directions. Starting with a central point defined by a very traditional two-story farmhouse, the firm of Found Associates expanded in two opposite directions with a single-story, contemporary structure.

civilengineeringworld:


Can concrete be cozy? You decide.This brutalist cabin Is the ultimate summer architecture destination.

Cabins are the perfect summer retreat, whether in the lush green mountain pastures of Vermont or the deep woods of Minnesota. Their iconic shape and log-based architecture have become synonymous with the American Dream of one day owning an independent little homestead in the wild. We’ve all seen this classic wilderness imagery on maple syrup bottles, in children’s toys, even in cartoons….
Read more:http://architizer.com/blog/this-brutalist-cabin-is-the-ultimate-summer-architecture-destination/
Zoom Info
civilengineeringworld:


Can concrete be cozy? You decide.This brutalist cabin Is the ultimate summer architecture destination.

Cabins are the perfect summer retreat, whether in the lush green mountain pastures of Vermont or the deep woods of Minnesota. Their iconic shape and log-based architecture have become synonymous with the American Dream of one day owning an independent little homestead in the wild. We’ve all seen this classic wilderness imagery on maple syrup bottles, in children’s toys, even in cartoons….
Read more:http://architizer.com/blog/this-brutalist-cabin-is-the-ultimate-summer-architecture-destination/
Zoom Info
civilengineeringworld:


Can concrete be cozy? You decide.This brutalist cabin Is the ultimate summer architecture destination.

Cabins are the perfect summer retreat, whether in the lush green mountain pastures of Vermont or the deep woods of Minnesota. Their iconic shape and log-based architecture have become synonymous with the American Dream of one day owning an independent little homestead in the wild. We’ve all seen this classic wilderness imagery on maple syrup bottles, in children’s toys, even in cartoons….
Read more:http://architizer.com/blog/this-brutalist-cabin-is-the-ultimate-summer-architecture-destination/
Zoom Info
civilengineeringworld:


Can concrete be cozy? You decide.This brutalist cabin Is the ultimate summer architecture destination.

Cabins are the perfect summer retreat, whether in the lush green mountain pastures of Vermont or the deep woods of Minnesota. Their iconic shape and log-based architecture have become synonymous with the American Dream of one day owning an independent little homestead in the wild. We’ve all seen this classic wilderness imagery on maple syrup bottles, in children’s toys, even in cartoons….
Read more:http://architizer.com/blog/this-brutalist-cabin-is-the-ultimate-summer-architecture-destination/
Zoom Info
civilengineeringworld:


Can concrete be cozy? You decide.This brutalist cabin Is the ultimate summer architecture destination.

Cabins are the perfect summer retreat, whether in the lush green mountain pastures of Vermont or the deep woods of Minnesota. Their iconic shape and log-based architecture have become synonymous with the American Dream of one day owning an independent little homestead in the wild. We’ve all seen this classic wilderness imagery on maple syrup bottles, in children’s toys, even in cartoons….
Read more:http://architizer.com/blog/this-brutalist-cabin-is-the-ultimate-summer-architecture-destination/
Zoom Info
civilengineeringworld:


Can concrete be cozy? You decide.This brutalist cabin Is the ultimate summer architecture destination.

Cabins are the perfect summer retreat, whether in the lush green mountain pastures of Vermont or the deep woods of Minnesota. Their iconic shape and log-based architecture have become synonymous with the American Dream of one day owning an independent little homestead in the wild. We’ve all seen this classic wilderness imagery on maple syrup bottles, in children’s toys, even in cartoons….
Read more:http://architizer.com/blog/this-brutalist-cabin-is-the-ultimate-summer-architecture-destination/
Zoom Info

civilengineeringworld:

Can concrete be cozy? You decide.This brutalist cabin Is the ultimate summer architecture destination.

Cabins are the perfect summer retreat, whether in the lush green mountain pastures of Vermont or the deep woods of Minnesota. Their iconic shape and log-based architecture have become synonymous with the American Dream of one day owning an independent little homestead in the wild. We’ve all seen this classic wilderness imagery on maple syrup bottles, in children’s toys, even in cartoons….

Read more:http://architizer.com/blog/this-brutalist-cabin-is-the-ultimate-summer-architecture-destination/

pw-input:

Mark sent some updated photos of the first casting. It turned out pretty well I would say, he did a magnificent job! Looking forward to holding this thing, after all that’s what it is all about!

pw-input:

Mark sent some updated photos of the first casting. It turned out pretty well I would say, he did a magnificent job! Looking forward to holding this thing, after all that’s what it is all about!

formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas
Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.
Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 
Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!
Zoom Info
formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas
Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.
Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 
Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!
Zoom Info
formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas
Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.
Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 
Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!
Zoom Info
formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas
Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.
Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 
Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!
Zoom Info
formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas
Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.
Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 
Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!
Zoom Info
formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas
Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.
Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 
Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!
Zoom Info
formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas
Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.
Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 
Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!
Zoom Info
formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas
Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.
Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 
Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!
Zoom Info
formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas
Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.
Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 
Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!
Zoom Info
formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas
Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.
Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 
Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!
Zoom Info

formascriticas:

→ House of the Infinite por Alberto Campo Baeza. ©Javier Callejas

Esta habitação em Cádiz, Espanha, desenhada pelo arquiteto espanhol Alberto Campo Baeza, é surreal… Em primeiro lugar, porque está inserida num cenário fantástico. Quem não gostaria de ter uma casa em frente ao mar, mesmo em cima da areia? Pois.

Em segundo lugar, porque tudo parece perfeito! Acompanhem o meu raciocínio. O desenho minimalista, a piscina na cobertura, a mármore que reveste todo o volume, as caixilharias invisíveis, as pequenas clarabóias que iluminam o interior e as plantas de desenho ortogonal, que podem ser vistas aqui, são alguns dos pormenores que me chamaram a atenção e que com certeza farão deste volume, um clássico da arquitetura contemporânea. 

Ah..! E o pórtico da entrada? Viram? Enfim… são tantos details que o melhor é mesmo fazer um clique aqui e ficarem a conhecer tudo ao pormenor. Take a look!